1) Melhorar a apresentação do peixe mais característico da Ilha da Madeira: o peixe-espada preto Aphanopus carbo, facilitando o seu escoamento para o mercado regional, nacional e internacional.

2) Lançar no mercado o peixe fresco regional produzido em piscicultura: sendo actualmente a dourada (Sparus aurata) e a curto prazo o pargo (Pagrus pagrus).

3) Tornar o peixe-espada preto, o atum e a dourada, as 3 espécies de maior consumo na ilha da Madeira.

4) Oferecer uma vasta gama de produtos da pesca e aquicultura madeirense frescos e congelados.

5) Reduzir a importação de peixe e aumentar a exportação do “produto Madeira”.

6) Fidelizar os colaboradores, fornecedores e clientes e todas as partes interessadas.